Iniciativa é mais uma ferramenta contra a desinformação, ao possibilitar que o próprio cidadão possa verificar, na internet, a atividade das funcionalidades eletrônicas

Quem acessa os serviços, sistemas, aplicativos e páginas eletrônicas do Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) passa a contar agora com informações em tempo real sobre como está o funcionamento de cada um deles. Na página “Situação atual dos serviços digitais do TSE”, é possível verificar imediatamente se o recurso procurado está em pleno funcionamento (disponível) ou indisponível (fora do ar), bem como se apresenta alguma instabilidade de rede ou, ainda, se está passando por uma manutenção programada.

O objetivo é dar maior agilidade à comunicação aos eleitores sobre qualquer incidente nos serviços digitais do Tribunal. A iniciativa, que integra as ações do Programa Permanente de Enfrentamento à Desinformação, tem ainda a finalidade de fortalecer o compromisso do TSE com a transparência e, assim, evitar que teorias conspiratórias e conteúdos falsos sejam construídos baseados na situação dos serviços eletrônicos do Tribunal, como ocorreu nas Eleições Municipais de 2020.

“O intuito da página é impedir a criação e a difusão de notícias falsas a respeito de incidentes cibernéticos que podem ocorrer. Assim, o usuário pode, pessoalmente, verificar se o portal, sistema, aplicativo ou serviço está ou não funcionando”, explica Jefferson Andrade de Carvalho, chefe substituto da Seção de Monitoramento da Produção da Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE, responsável pela criação da funcionalidade.

Monitoramento dia a dia

A página exibe uma lista de 15 funcionalidades eletrônicas disponíveis no sistema do Portal do TSE, como os aplicativos Boletim na Mão, Pardal e e-Título, além dos serviços Consulta ao local de votação, Divulgação de Resultados e Estatísticas Eleitorais, por exemplo. Também constam da lista o Sistema Filia, de filiação partidária, o SAPF, de apoiamento a partidos em formação, e o Processo Judicial Eletrônico (PJe). O acesso pode ser feito por qualquer navegador de internet em computadores, smartphones ou tablets.

Em cada item, é possível consultar detalhes do status de funcionamento, como o agendamento de manutenções e o histórico da operação, com a sinalização das instabilidades, indisponibilidades, manutenções ou desempenho normal dia a dia. Na eventualidade de uma indisponibilidade ou instabilidade, a página possibilita a emissão de uma certidão que atesta que a usuária ou o usuário não pôde acessar o sistema como desejava. Segundo o artigo 11 da Resolução TSE nº 23.417/2014, que instituiu o PJe, essa certidão servirá para prorrogar os prazos processuais por um dia.

RG/LC, DM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *